O Funileiro

A arte de trabalhar a folha de Flandres e a produção de artefactos que já caíram em desuso. O Sr. Sabino foi o último funileiro do concelho de Carrazeda de Ansiães. A memória do seu ofício já está guardada no Museu da Memória Rural de Vilarinho da Castanheira.

Um vídeo de síntese que mostra alguns dos artefactos de metal que actualmente já quase não se usam, mas que até à segunda metade do Séc. XX eram produzidos em grande número por estes artesãos.

O registo foi feito na aldeia de Seixo de Ansiães, na margem direita do rio Douro, onde o Sr. Sabino, funileiro de profissão, ainda possui a sua oficina que perpetua, apesar da idade, com algum zelo e orgulho.

A memória de alguns objectos que eram produzidos artesanalmente e integraram, durante muito tempo, um comércio de alguma importância; um comércio de feiras e de mercados que só caiu em desuso quando o plástico invadiu os estabelecimentos comercias das vilas e das aldeias de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Este vídeo integra a componente audiovisual do Museu da Memória Rural de Vilarinho da Castanheira (Carrazeda de Ansiães), complementando o discurso museográfico respeitante ao ofício tradicional de funileiro.

Video:Funileiro
Gravado em:Seixo de Ansiães
Tipo:Video de Síntese
Imagem, Montagem e RealizaçãoLuis Pereira

O Funileiro

Este vídeo integra a componente audiovisual do Museu da Memória Rural de Vilarinho da Castanheira (Carrazeda de Ansiães), complementando o discurso museográfico respeitante ao ofício tradicional de funileiro.