Para além dos objetos: uma recolha de património etnográfico no Baixo Sabor

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Mauro Correia
Paulo Maximino

Resumo

Com este artigo pretende dar-se a conhecer o processo de recolha de objectos de carácter etnográfico (etno-arqueológico) no âmbito dos Trabalhos de Salvaguarda do Património decorrentes da empreitada de construção do Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor (AHBS). Metodologicamente a colecta dos objectos partiu de um horizonte relacionado com os elementos construídos/edificados existentes na área afectada pela construção e albufeira do AHBS onde haviam sido deixados ou abandonados. Definido o espólio alvo, através de visitas prévias ao terreno e registos fotográficos e de localização, procurou-se, sempre que possível, que a sua recolha fosse acompanhada de histórias dos seus usos, utilidade, pertença, em suma à história de vida do objecto e daqueles que tomaram contacto com o mesmo.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Correia, Mauro, e Paulo Maximino. «Para além Dos Objetos: Uma Recolha De património etnográfico No Baixo Sabor». Revista Memória Rural 1, no. 1 (Novembro 24, 2018): 201-217. Acedido Setembro 22, 2020. https://museudamemoriarural.pt/revistamemoriarural/index.php/revista/article/view/28.
Secção
Artigos da revista nº 1
Biografias Autor

Mauro Correia, Profissional liberal na área da investigação do Património Cultural

Licenciado em Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e mestrando na mesma instituição. Profissional liberal na área da arqueologia e património. Entre 2009 e 2015 integrou o projecto de Salvaguarda do Património do Baixo Sabor como arqueólogo na equipa de levantamento e estudo de património etno-arqueológico e edificado do vale do rio Sabor.

Paulo Maximino, Investigador independente em Antropologia

Licenciado em antropologia (ISCTE) e mestre em museologia (UNL). Trabalhou no sector cultural da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira (1997-99) e no Museu Nacional de Etnologia (1999-2011) desenvolvendo funções nas áreas de formação. Entre 2012 e 2014 integrou o projecto de Salvaguarda do Património do Baixo Sabor colaborando na investigação antropológica da região afectada pela barragem e coordenando o processo de recolha e gestão da colecção etnográfica reunida no âmbito do projecto em questão.