Responsos, lendas e rezas de Adeganha, Torre de Moncorvo

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Arnaldo Duarte da Silva

Resumo

A colheita, recolha filmada em dia de eleições legislativas de 2009, possibilitou este guardar de memórias das senhoras Maria Angélica Lages, com 88 anos, e Alzira da Graça Ramos de 80 anos. As duas amigas, atentas ao que se passava no largo da Lameira, Adeganha, desfiavam conversas caseiras, não faltando à liça o padre da paróquia. Atentas ao que as rodeava, alinhavam pequenos ditos graciosos quando por ali algum transeunte passava. Estes, aprendidos no meio familiar, eram aplicados nas várias vivências, alguns enquadradas na fé religiosa, a fazer lembrar as mulheres de virtude, ou, tão simplesmente, registos orais enquadrados nas temáticas das orações e versões dedicadas ao divino. As rezas, os responsos, as lendas e até as superstições, continuaram na memória das duas senhoras, desde tempos infantis, desafiando o tempo e as adaptações culturais, maioritariamente com a finalidade de se recorrerem em ocasiões de pequenos e até grandes problemas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Silva, Arnaldo Duarte da. «Responsos, Lendas E Rezas De Adeganha, Torre De Moncorvo». Revista Memória Rural, no. 2 (Janeiro 20, 2020): 146-161. Acedido Fevereiro 20, 2020. https://museudamemoriarural.pt/revistamemoriarural/index.php/revista/article/view/60.
Secção
Artigos da revista número 2
Biografia Autor

Arnaldo Duarte da Silva, Professor

Professsor do 1ºCiclo. Fundador e proprietário do Núcleo Museológico da Fotografia do Douro Superior situado na vila de Torre de Moncorvo.