Paisagem urbana e rural em S. João da Pesqueira. Evolução vivencial do território

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Artur Oliveira

Resumo

Desde há milhares de anos que as paisagens podem ser consideradas como um repositório umbilical da presença humana, persistindo inúmeros significados e valores que expressam uma longevidade muito próxima e própria desses momentos, do seu percurso histórico. Essa longevidade é definida e caraterizada pelo tempo e período histórico de contato, podendo de certa forma serem momentos mais reduzidos ou não, quando comparados com outras paisagens de maior contato e presença humana. É neste relacionamento entre a paisagem, a sua significância e valor, o seu tempo histórico e o percurso evolutivo da presença humana, que se enquadra este trabalho. A paisagem interpretada como um palimpsesto da presença humana na conjugação com a paulatina evolução de um território, o de S. João da Pesqueira e suas especificidades.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Oliveira, Artur. «Paisagem Urbana E Rural Em S. João Da Pesqueira. Evolução Vivencial Do território». Revista Memória Rural, no. 2 (Janeiro 20, 2020): 174-181. Acedido Fevereiro 20, 2020. https://museudamemoriarural.pt/revistamemoriarural/index.php/revista/article/view/62.
Secção
Artigos da revista número 2
Biografia Autor

Artur Oliveira, Câmara Municipal de São João da Pesqueira

Técnico de Património Cultural. Doutorando em Estudos do Património pela Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, Centro Regional do Porto. Colaborador do CITAR, Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes. Endereço eletrónico: