Perspetiva histórica e social do concelho de Alijó a partir das Memórias Paroquiais de 1758

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Joaquim Grácio

Resumo

Neste artigo faz-se uma aproximação à história económica, demográfica, social, administrativa e cultural do concelho de Alijó a partir de fontes e obras referenciais do século XVIII. O autor serve-se de dados da “Corografia Portuguesa”, da “História Eclesiástica e Secular do Reino e suas Conquistas”, do “Dicionario Geografico”, das “Memórias Paroquiais”, do “Mapa do estado actual da Província de Trás-os-Montes”, e da “Descrição económica do Território que vulgarmente se chama Alto Douro”, para caracterizar e descrever a realidade setecentista da circunscrição territorial que na actualidade corresponde ao concelho de Alijó.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Grácio, Joaquim. «Perspetiva histórica E Social Do Concelho De Alijó a Partir Das Memórias Paroquiais De 1758». Revista Memória Rural, no. 2 (Janeiro 20, 2020): 182-201. Acedido Setembro 26, 2020. https://museudamemoriarural.pt/revistamemoriarural/index.php/revista/article/view/63.
Secção
Artigos da revista número 2
Biografia Autor

Joaquim Grácio, Professor

Professor de formação, é investigador e divulgador da história e do património do Município de Alijó. Publicou livros como a “Monografia de Sanfins do Douro” ou “Contos de Vilarelho”. O seu mais recente trabalho intitula-se “Romaria de Nossa Senhora da Piedade – 200 anos de esplendor e de abundância”.